Mostrando postagens com marcador Escatologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Escatologia. Mostrar todas as postagens

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Turquia, peça chave para desvendar o Apocalipse Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar com o Pinterest



Bandeira da Turquia


Por Wilma Rejane

É comum encontrarmos interpretações do Apocalipse ligando Roma e a religião católica romana com a manifestação do Anticristo e do falso profeta. Contudo, em uma observação mais apurada, percebe-se que há uma outra direção bem mais precisa que Roma e ela se chama Turquia.. Um detalhe que passa desapercebido para muitos na hora de apontar o império romano é o de que a província romana mencionada na Bíblia é atualmente chamada de Turquia. Grande parte do Novo Testamento foi escrito a partir do que hoje é Turquia e antigamente era domínio romano. Todas as sete igrejas do Apocalipse estão situadas na Turquia e ao voltarmos nossas observações para este lugar descobre-se um cenário preciso sobre o fim dos tempos.

Considerações iniciais sobre a Turquia:

domingo, 16 de novembro de 2014

Esclarecendo Alguns Pontos da Vinda de Cristo

Marcio Gil de Almeida
Teólogo e Pedagogo

TEXTO  II TESSALONICENSE 2

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 2

I-    UM PEDIDO ACERCA DA VINDA DE CRISTO
1     Ora, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, rogamos-vos, irmãos,

II-            O PEDIDO ESTÁ DIVIDIDO EM DUAS PARTES:
A-   Permanecer firme na fé
B-   Que não se pertubem
2  que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola como enviada de nós, como se o dia do Senhor estivesse já perto.

III-           DUAS CONDIÇÕES PARA VINDA DE JESUS CRISTO
A-   APOSTASIA
B-   MANIFESTAÇÃO DO ANTICRISTO
3  Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição,
4  aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

A Grande Tribulação do Livro de Apocalipse

por Sonia Costa 
A Grande Tribulação é um periodo de 7 anos, e corresponde à última das 70 semanas que Deus revelou a Daniel as quais estavam determinadas para purificação do povo de Israel (Dn. 9:24). Para entendermos melhor o periodo da Grande Tribulação descrito no Livro de Apocalipse da Bíblia, precisamos antes falar um pouco das circunstâncias que envolvem esse acontecimento. E a melhor forma de compreensão é apresentando um quadro escatológico, através do qual poderemos  ter uma visão mais clara das etapas que se seguem cronologicamente, relacionadas ao que chamamos de “útimas coisas” e que acontecerão no final dos tempos, segundo a Bíblia Sagrada. A palavra “Escatologia” significa “estudo das últimas coisas”: “escatos” (últimas coisas)

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Un Manifiesto Profético - Parte 2

                                           El Fin de la Era




Jesús está a punto de regresar y la Iglesia en general parece estar ajena al hecho.

En la Iglesia de hoy, la profecía bíblica es descuidada, maltratada o despreciada. La mayoría de los pastores simplemente la ignoran como irrelevante o demasiado controversial. Muchos abusan de ella al espiritualizarla para que signifique lo que sea que ellos quieran. Algunos simplemente la descartan como galimatías sin sentido.

Ironía Profética

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Num Abrir e Fechar de Olhos

“Num momento, NUM ABRIR E FECHAR DE OLHOS, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (I Co. 15:52).

Nossas pálpebras piscam mais rápido que a nossa própria imaginação: “O fim do mundo”. Nossos olhos são impressionantes! São a Luz de nosso corpo! O Farol de nossa alma. Os olhos precisam ser sempre saudáveis. Eles nos dão cores, vida e luz no dia e noite. Por isso piscamos. Fechamos e abrimos os olhos para lubrificá-los, limpá-los. É um momento muito rápido, abrir e fechar de olhos.

sábado, 15 de dezembro de 2012

A volta de Jesus: Combate à fé cristã



Infelizmente, a situação desta igreja retrata exatamente a maioria das igrejas dos nossos dias e daqueles que se dizem cristãos, mas vivem apenas de aparência. Há um espírito enganador e mentiroso que os faz pensar que está tudo bem. 

Muitos frequentam a igreja com assiduidade, pagam seus dízimos, não fazem mal a ninguém, oram, não têm problemas por causa da fé e, no entanto, são tão frios quanto os defuntos. Vivem na ilusão de uma grande mentira.

Ao longo da História, alguns grupos religiosos foram treinados para combater tudo e todos que não estivessem de acordo com a religião que se dizia dominante. 

Uma das suas técnicas para desmoralizar publicamente um determinado homem de Deus, pregador do Evangelho, era criar uma mentira em relação a ele. 

sexta-feira, 23 de março de 2012

Inferno

OS MAUS SERÃO DESTINADOS AO INFORTÚNIO PERPÉTUO

A morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.Apocalopse 20.14,15

O secularismo sentimental da moderna cultura ocidental, com seu exaltado otimismo a respeito da natureza humana, sua idéia encolhida de Deus e seu ceticismo quanto a se a moralidade pessoal realmente importa — em outras palavras, seu declínio de consciência — torna difícil para os cristãos considerar seriamente a realidade do inferno. A revelação do inferno na Escritura pressupões uma profundidade de discernimento da santidade divina e da pecaminosidade humana e demoníaca que a maioria de nós não tem. Contudo, a doutrina do inferno aparece no Novo Testamento como algo cristão essencial, sendo nós chamados a compreende-la como Jesus e seus apóstolos a compreenderam.

Céu

Deus acolherá seu povo
com Júbilo perene

“Não se turbe o vosso corações; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também”. João 14.1-3

Céu, que tanto no hebraico como no grego é uma palavra que significa “firmamento”, é o termo bíblico para casa ou morada de Deus (Sl 33.13,14; Mt 6.9), onde está seu trono (Sl 2.4); o lugar de sua presença, ao qual o Cristo glorificado retornou (At 1.11); onde a igreja militante e triunfante agora se unem para a adoração (Hb 12.22-25); e onde um dia o povo de Cristo estará com seu Salvador para sempre (Jo 17.5,24; 1 Ts 4.16,17). Ele é retratado como um lugar de descanso (Jo 14.2), uma cidade (Hb 11.10), e um país (Hb 11.16). Em algum ponto futuro, ao tempo da volta de Cristo para o juízo, ele tomará a forma de um cosmos reconstruído (2 Pe 3.13; Ap 21.1).

O Anticristo

2 Ts 2.1-12; 1 Jo 2.18-23; 1 Jo 4.1-6; 2 Jo 1.7

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado.Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. "(2 Ts 2.3-10)

O Estado da Alma Depois da Morte

O Estado da Alma Depois da Morte, Um Estado de Existência Consciente

O Ensino da Escrituras sobre este ponto.

Tem-se levantado a questão sobre se, após a morte, a alma continua ativamente consciente e é capaz de ação racional e religiosa. Por vezes isso tem sido negado, sobre a base geral de que a alma, em sua atividade consciente, depende do cérebro e, portanto, não pode continuar a funcionar quando o cérebro é destruído. Mas, como já foi assinalado anteriormente (Capitulo III.D [da Teologia Sistemática deste autor]), a validade desse argumento pode ser posta em dúvida. "Ele se baseia", para usar as palavras de Dahle, "no erro de confundir o operário com a sua máquina". Do fato de que a consciência humana, na presente vida, transmite os seu efeitos pelo cérebro, não se segue necessariamente que não possa agir de nenhum outro modo.

quinta-feira, 22 de março de 2012

AULA DE ESCATOLOGIA O APOCALIPSE REVELAÇOES FIM DO MUNDO

01

02
03
04

05

O juízo final e a punição eterna

• Quem será julgado?
• Que é inferno?

1. EXPLANAÇÃO E BASE BÍBLICA

A. A realidade do juízo final

A Escritura muitas vezes afirma o fato de que haverá um grande juízo final de crentes e descrentes. Eles comparecerão perante o julgamento de Cristo com seus corpos ressuscitados e ouvirão a proclamação que ele fará do destino eterno deles.

O Tribunal do Juízo

Deus julgara toda a humanidade

"Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" Mt 25.41

A certeza do julgamento final forma a moldura em que se coloca a mensagem do Novo Testamento sobre a graça salvadora. Paulo em particular acentua esta certeza resaltando-a para os sofisticados atinienses (At 17.30,31) e expondo-a minuciosamente na primeira parte de Romanos, o livro do Novo Testamento que contém a apresentação completa do evangelho (Rm 2.5-16). É da "ira vindoura" no "dia da ira de Deus, quando seu justo juizo será revelado", diz Paulo, que Jesus Cristo nos salva (1 Ts 1.10; Rm 2.5; cf. Rm 5.9; Ef 5.6; Cl 3.6; Jo 3.36; Ap 6.17; 19.15). Por toda a indignação, ira, fúria de Deus, de que se fala com freqüência, é judicativa; estas palavras sempre indicam o santo Criador julgando ativamente o pecado, do modo como a ira faz aqui. A mensagem do juízo vindouro para toda a humanidade, com Jesus Cristo completando a obra de seu reino mediatário, agindo como juiz em nome de seu Pai, estende-se por todo o Novo Testamento (Mt 13.40-43; 25.51-46; Jo 5.22-30; At 10.42; 2 Co 5.10; 2 Tm 4.1; Hb 9.27; 10.25-31; 12.23; 2 Pe 3.7; Jd 6-7; Ap 20.11-15). Quando Cristo voltar e a história se completar, todos os humanos de todas as eras ressuscitarão para o juízo tomarão seu lugar perante o tribunal de Cristo. O evento é inimaginável, sem dúvida, mas a imaginação humana não é a medida do que o Deus soberano pode fazer e fará.

A Segunda Vinda

Jesus Cristo retornará a terra em Glória.

"MAS, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; " 1 Ts 5.1-4