Mostrando postagens com marcador Missões/Missiologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Missões/Missiologia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Como ganhar sua família para Jesus




Como Ganhar Sua Família Para Jesus:

4 Passos

Raabe foi uma prostituta que teve seu nome gravado no que costumeiramente chamamos de A GALERIA DA FÉ em Hebreus cap.11. “Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias” (Hb 11:31). Raabe conseguiu salvar toda sua família. E é com ela que vamos aprender um pouco.

O povo de Israel estava chegando à Terra prometida e havia recebido de Deus a ordem de destruir todos os povos (Dt 7:1-2). E Jericó era uma cidade fortemente murada, a maior daquela região. Mas estava condenada a destruição. Hoje poderia dizer que este mundo no qual vivemos é uma grande Jericó. E que um dia será destruído. Pois já saiu a sentença: Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão (2 Pe3:10).

Josué envia 2 espias a Jericó (Js 2:1). E Raabe os acolhe e esconde (Js 2:4). Daqui vamos tirar as lições de como salvar a nossa família da destruição.

Passo 1: Ela ouviu falar das grandezas e do poder de Deus e creu (Js 2:8-11). 
É necessário ouvir o Evangelho e crer que é a Palavra de Deus (Rm 10:14, 17). Muitos ainda não creram apesar de terem ouvido (Rm 10:16). A Escrituras nos declara: Crê no Senhor Jesus e será salvo tu e tua casa (Atos 16:31).

Passo 2: Ela tomou um a atitude mediante a sua fé (Js 2:2-8).

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Missões Evangélicas 009 Deixa Deus te Usar (Projeto SEMEAR).wmv




CONVIDO VOCÊ PARA FAZER O SEU COMENTÁRIO OU PREENCHER OS CAMPOS DO FORMULÁRIO QUE ESTÃO NA PARTE DE BAIXO DESTA PÁGINA PARA POSTERIOR CONTACTO . AO PREENCHER O FORMULÁRIO, ESTAREMOS ENVIANDO GRATUITAMENTE LIVROS, CURSOS ETC

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Fale com o Missionarios.com!



A visão de Missionarios.com consiste em pesquisar e identificar igrejas evangélicas, agências missionárias, pastores e missionários fora do Brasil, para promover um "network" de informações e, com esse banco de dados, auxiliar o inter-relacionamento das comunidades brasileiras no exterior e suas culturas hospedeiras, visando a expansão do Reino de Deus.
Foto e Vídeo da Semana


FonteMissionarios.com

CONVIDO VOCÊ PARA FAZER O SEU COMENTÁRIO OU PREENCHER OS CAMPOS DO FORMULÁRIO QUE ESTÃO NA PARTE DE BAIXO DESTA PÁGINA PARA POSTERIOR CONTACTO . AO PREENCHER O FORMULÁRIO, ESTAREMOS ENVIANDO GRATUITAMENTE LIVROS, CURSOS ETC

PROMISERVOS -MIssão Servos

O PROMISERVOS é um projeto missionário de curto prazo da Missão Servos que é realizado duas vezes ao ano, sempre no período de férias, verão (janeiro) e inverno (julho). A duração do projeto varia entre 1-2 semanas, dependendo do local e atividades programadas.

 OBJETIVOS:
  • Auxiliar as igrejas locais com treinamento de seus membros para o desenvolvimento do ministério de evangelização, discipulado e Missões.
  • Cooperar com igrejas locais na plantação de novas congregações entre pobres urbanos, em áreas pouco evangelizadas ou não alcançadas.
  • Proporcionar oportunidades de serviço e evangelização a cristãos de todas as faixas etárias.
  • Oferecer a seminaristas e vocacionados oportunidades para colocar em prática o que tem aprendido em sala de aula e treinamentos, potencializando suas habilidades.
  • Estimular entre jovens o trabalho de alcançar o perdido despertando novos vocacionados para servir na seara do Senhor.

QUEM PODE PARTICIPAR (Critérios):

  • Cristãos nascidos de novo com, no mínimo, (1) um ano de vida cristã, membro ativo na igreja e com recomendação pastoral.
  • Ser batizado,
  • Ter paixão pelas almas perdidas.
  • Ter, no mínimo, 15 anos de idade.
  • Estar disposto (a) a trabalhar em equipes interdenominacionais.
  • Estar disposto (a) a se submeter à liderança do PromiServos/Missão Servos.
  • Estar disposto (a) a aprender e crescer no Senhor.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Missão Servos


Servos é uma organização sem fins lucrativos e interdenominacional a serviço do Rei Jesus, de sua Igreja e dos povos não alcançados.

Servos tem como missão levar o Evangelio do Senhor Jesus Cristo aos povos do mundo de forma integral, isto é, cuidar do ser humano como um todo, seja no seu aspecto social, emocional, físico e espiritual (João 10:10). Cuidado integral através de:
Evangelização, discipulado e formação de comunidade cristã conforme a necessidade e disponibilidade, a introdução de projetos de assistência social, educacional, profissionalizantes, esportivos, etc.

Servos tem como alvo central os povos não alcançados, em especial, os pobres urabanos.

Servos tem como filosofia de trabalho o ministério encarnacional (João 1:13-14, Filipenses 2:1-11).
Procuramos servir onde as pessoas estão, nos esforçando para residir sempre que possível no mesmo contexto que o povo alvo.

O trabalho de plantação de Igrejas é realizado atráves de equipes (de 2-6 pessoas) respeitando o contexto cultural do povo.
Equipes que recebem "reciclagem" periódica e são assistidas pela Coordenadoria de Campo.



Missão Servos:  Caixa Postal 29707 - CEP: 04834-970 - São Paulo - SP - Tel: (11) 5920-3833

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Missões, um investimento de consequências eternas - Hernandes Dias Lopes




Jesus, o Filho de Deus, deixou a glória que tinha com o Pai, no céu, e veio ao mundo, encarnou-se e habitou entre nós. Veio como nosso representante e substituto. Veio para morrer em nosso lugar. Seu nascimento foi um milagre, sua vida foi um exemplo, sua morte foi um sacrifício vicário, sua ressurreição uma vitória retumbante. Jesus concluiu sua obra redentora e comissionou sua igreja a ir por todo o mundo, proclamando o evangelho a toda a criatura. Por essa razão, a obra missionária merece nossos melhores investimentos. Destacamos, aqui, dois investimentos que devemos fazer na obra missionária:

ENTREVISTA PUBLICADA NO JORNAL REGIONAL EVANGÉLICO - EDIÇÃO DE OUTUBRO/2012 (POR MONIQUE SURIANO) - Missões


O que é fazer missões?
Na verdade fazer missões é fazer a vontade de Deus. A função principal da igreja é essa. A igreja só existe para dar continuidade a tudo o que Jesus fez enquanto estava entre nós e continua fazendo através de nós. Ele mesmo nos mandou pregar o evangelho do Reino a todos os povos, tribos, línguas e nações. Isso é fazer Missões!
Porque é importante fazer missões?
Há um texto registrado em Mateus 24:14, onde próprio Senhor Jesus referindo-se às coisas do fim, diz profeticamente que um dia o evangelho do reino terá sido pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim. Sempre entendi este texto como sendo uma condição para que o Senhor venha buscar sua igreja. Eu quero ir pro céu logo, e você? Então (parafraseando Jesus) é preciso que façamos as obras daquele que nos enviou enquanto é dia, pois a noite vem quando ninguém mais vai poder trabalhar.
O que significa ser uma igreja missionária?

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Mais uma missionária foi enviada ao campo. Erenita de Oliveira já está testemunhando o Evangelho de Cristo no Senegal

Mais uma missionária foi enviada ao campo. Erenita de Oliveira já está testemunhando o Evangelho de Cristo no Senegal, aonde chegou há pouco mais de um mês e está se adaptando à realidade local.

“Tem feito muito calor e ainda estou com dificuldades para dormir, e tenho aproveitado para colocar as leituras em dia e também para orar”, diz Erenita.

A missionária já está se preparando para começar os estudos da língua uólofe. O idioma é falado pela maioria da população senegalesa.

“Meu trabalho será cooperar com a equipe do centro médico em Guediawaye na reabilitaão física de pacientes, já que sou fisioterapeuta”, conta Erenita. “Como equipe, achamos melhor aprender o uólofe antes de começar os trabalhos no projeto Fábrica de Esperança porque depois o tempo será curto para estudar a língua”, explica.

A missionária finaliza pedindo oração por ela e principalmente pelo tempo de aprendizado do uólof

Fonte:  http://www.jmm.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=5047&Itemid=275

Convido você para fazer o seu comentário ou preencher os campos do formulário que está na parte de baixo desta página para posterior contacto . Ao preencher o formulário, estaremos enviando gratuitamente livros, cursos etc.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

ENTREVISTA PUBLICADA NO JORNAL REGIONAL EVANGÉLICO - EDIÇÃO DE OUTUBRO/2012 (POR MONIQUE SURIANO)


O que é fazer missões?
Na verdade fazer missões é fazer a vontade de Deus. A função principal da igreja é essa. A igreja só existe para dar continuidade a tudo o que Jesus fez enquanto estava entre nós e continua fazendo através de nós. Ele mesmo nos mandou pregar o evangelho do Reino a todos os povos, tribos, línguas e nações. Isso é fazer Missões!
Porque é importante fazer missões?
Há um texto registrado em Mateus 24:14, onde próprio Senhor Jesus referindo-se às coisas do fim, diz profeticamente que um dia o evangelho do reino terá sido pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim. Sempre entendi este texto como sendo uma condição para que o Senhor venha buscar sua igreja. Eu quero ir pro céu logo, e você? Então (parafraseando Jesus) é preciso que façamos as obras daquele que nos enviou enquanto é dia, pois a noite vem quando ninguém mais vai poder trabalhar.
O que significa ser uma igreja missionária?

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Vale a pena semear



Esthefany, Mirian e Mayco durante o congresso SIM - Todos Somos Vocacionados

Durante o Congresso SIM - Todos Somos Vocacionados, três jovens que se conheceram durante a Trans puderam se reencontrar e conversar sobre suas experiências durante a mobilização. Dois voluntários foram para Porto Alegre (RS) e impactaram várias vidas, entre elas a de uma jovem que antes resistia ao Evangelho. O relato de cada um, você acompanha a seguir.


O voluntário que ganhou experiência
Fui para a Trans por meio do convite de um amigo que me desafiou a ir para Porto Alegre (RS), e passar quinze dias de janeiro para desenvolver um projeto missionário. Eu tinha um pouco de receio por não saber se seria capacitado e se teria condições de realizar o trabalho porque nunca tinha participado e não tinha experiência.

Chegando a Porto Alegre, os grupos foram divididos e o meu era bem jovem. No treinamento, pudemos aprender várias técnicas e saber o que fazer. Fomos orientados pelo missionário local sobre como deveríamos nos portar, como seria o projeto e fazer o planejamento de todos os dias. Foi bem legal porque já no primeiro dia a gente pôde vencer a barreira do medo e ter mais confiança para desenvolver um bom trabalho. Meu grupo ficou alojado na Missão Batista Bom Jesus onde fizemos muitos discipulados com jovens e adolescentes que já estavam na igreja e também evangelizamos e fizemos estudos bíblicos com pessoas que ainda não conheciam o Evangelho.

Pudemos apresentar um Jesus que realmente transforma e mostramos como ele mudou as nossas vidas. Tive experiências muito marcantes. Chegar à missão, conhecer o pessoal, ouvir uma mãe que tinha orado pela filha que rejeitava o evangelho e acompanhar o drama dela, orando junto e, por fim, ter a oportunidade de vê-la indo à frente na hora do apelo nos encheu de alegria. E depois de já estar de volta, em casa, receber a notícia de que ela foi batizada e ver as fotos, faz com que vejamos que não foi em vão, o trabalho deu certo. O Espírito Santo deu o crescimento.

Mayco de Souza, PIB de Petrópolis (RJ)


A voluntária que discipulou
Para mim, essa participação foi um divisor de águas. Na Trans de Porto Alegre a gente viu uma realidade diferente. Todo mundo tem aquela visão de que gaúcho é duro de coração, mas nós tivemos a oportunidade de estar em lugares onde vimos a presença de Deus. Levamos Jesus, mas também o voluntário é transformado de uma maneira que só quem vai, entende.

Entender o amor de Deus e expressá-lo, acredito ser a melhor forma de demonstrar nossa devoção e amor a Ele, e tudo isso através de ação. Participar da Trans tornou-se um compromisso que fiz com Deus. São apenas alguns dias em que podemos fazer a diferença na vida de muitas pessoas.

Encontrei a Mirian, uma jovem como eu, cheia de dúvidas e questionamentos. Tive o privilégio de poder discipular, conversar, orar, rir e chorar. Passamos muito tempo conversando e ela pôde ver que uma jovem igual a ela pode viver uma vida em Cristo, que é possível e que não há nada que possa pagar esse estilo de vida em Deus. Ficamos amigas nos últimos dias de Trans. Lembro que ela estava super resistente ao grupo, mas como nossa equipe foi caracterizada por jovens, abordamos e conversamos com ela, e com o tempo ela foi se entrosando.

Sinceramente, não tive muita dificuldade em discípulá-la, já que sua mãe é a principal intercessora e referencial de vida cristã. E é muito bom poder acompanhar esse crescimento, ver um fruto da Trans hoje em parceria com a obra missionária e com o chamado vocacional. Amizade feita em Deus é selada e guiada por Ele. Temos contato sempre, uma acompanhando a vida da outra em oração.

Esthefany Guimarães Uchôa, PIB de Campo Grande (MS)

A jovem alcançada
Tive contato com o Evangelho desde os meus 15 anos, quando minha mãe se converteu. Ela teve uma história de câncer e cura, mas nem isso me motivou a aceitar Jesus. Eu tinha medo da rejeição, de perder meus amigos, o que de fato aconteceu após a minha conversão, e tinha medo do que a minha família ia falar.

Quando minha mãe falou que estava tendo evento na igreja, eu comecei a inventar um monte de desculpas, mas surgiu uma situação e eu tive que levar algumas roupas. Sou meio tímida e quando vi todo aquele povo percebi que teria que entrar. A Esthefany logo me viu e veio falar comigo, dizendo que fazia faculdade e perguntando o que eu fazia. Quando percebi, eu já estava contando toda a minha vida para ela. Eu estava com um grande vazio e não sabia explicar. Eu tinha tudo para ser feliz (amigos, família, faculdade, emprego), mas mesmo assim às vezes passava noites chorando, com medo de morrer. Mas a Esthefany falou tudo o que eu precisava ouvir e Deus a usou muito para a minha vida. Eu fiz dois estudos bíblicos antes de fazer o discipulado com a Esthefany, mas no final eu sempre dizia "não", que não estava preparada.
No último culto da Trans eu resolvi ir. Antes eu fugia e na hora das músicas eu não queria nem me levantar. Na Trans eu me converti e pensei: "O que faço agora?". Então, comecei a estudar a Palavra com o Pr. Ubirajara e tive a ideia de não ficar no banco. Aprendi a tocar violão e agora estou atuando.

Se eu não tivesse me convertido numa Trans, provavelmente hoje eu não estaria aqui no congresso SIM, querendo ir para o campo e até mesmo fazendo evangelismo na minha cidade, que é um grande campo missionário.

Mirian Marques, MB Bom Jesus em Porto Alegre (RS)


Conteúdo extraído da revista A Pátria Para Cristo.
copiado do endereço:http://www.jmn.org.br/noticias.asp?codNoticia=2486&codCanal=30

Nota:Aqui divulgamos o trabalho de qualquer  missão que ajuda a construir o Reino de Deus na terra. 

Jesus com os pés na lama

Milhares de pessoas mortas, pobres e ricos, casas inteiras soterradas pela lama, bombeiros de várias partes do Brasil trabalhando arduamente, histórias tão chocantes que parecem ser construídas…
Parece que diante de tais situações, a igreja tem escolhido buscar respostas de longe. Infelizmente, de longe não encontramos respostas, mas desculpas.
Em Nova Friburgo, vi Jesus andando, com o pé enterrado na lama, com os olhos marejados com o choro da perda, com poucas palavras, poucas respostas, mas muita compaixão.
Vi Jesus nos grandes olhos de uma menina de 3 anos de idade, que acordou a família na madrugada, avisando e antevendo a catástrofe que ainda não havia acontecido;
Vi Jesus na motivação de um grupo de bombeiros voluntários, que viajaram com recursos próprios e se submeteram a condições limites, somando forças numa tragédia que se fez deles também;
Vi Jesus no serviço de uma senhora que havia perdido o filho e a neta, soterrados pela força do morro que caiu. Senhora essa cuja força sobrepujava a desgraça, com sorriso, amor, compaixão e serviço. Cozinhava, lavava, servia, agradecia, dava forças para a vida.
A igreja que procura respostas é tragada pelas trevas e pela morte, pois se vê vitima de palavras que se distanciam da vida. Diante de tal situação, a fé não serve para trazer legenda à realidade. Somos convidados a fazer parte do mesmo quadro!
“Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mt4.4). Precisamos descobrir que a palavra que nos alimenta é um convite a dividirmos o nosso pão. Um convite a entendermos que a vida só é ganha no abandono de nossas falsas e vazias motivações faladas, para ser achada no compartilhar e no fazer-se presente.
Cansei de ver cenas dos bombeiros resgatando corpos. Profeticamente, não desejo me cansar de ver a Igreja resgatando a dignidade daqueles que perderam tudo. Esta, precisa ser buscada nos joelhos calejados pela oração, na voz rouca de quem discute com o Governo condições justas e soluções dignas, no não sensacionalismo midiático que faz o tempo ser curto diante de necessidades tão largas e duradouras…
No começo da igreja, havia a perseverança na doutrina dos apóstolos. Esta dizia respeito ao estar presente (comunhão), no dividir o que se tem com aqueles que necessitam (partir do pão) e na dependência e conversão diárias dos corações à vontade do Deus de vida (orações).  (Atos 2.42)
Com alimento, teto, cumplicidade, humildade e real compaixão iam sendo salvos. Não por palavras distantes, mas pelo Pão da Vida, que venceu a morte não discurso, mas na realidade vivida!
Guilherme Stutz é musicoterapeuta, missionário de Jovens Com Uma Missão pela Vila do Louvor, e diretor da ETMIL – Escola de Treinamento para o Ministério de Louvor.

FONTE: JOCUM


Nota:Aqui divulgamos o trabalho de qualquer  missão que ajuda a construir o Reino de Deus na terra. 

PROGRAMA DE ODONTOLOGIA PREVENTIVA E EDUCATIVA


O POPE é um projeto de ensino, orientação e tratamento odontológico direcionado a crianças entre 5 e 12 anos, período em que estão trocando a dentição. Os missionários atendem as crianças no próprio local onde a missão ou a igreja se reúne. Através de dois fantoches – “Zé Escovinha” e “João Banguelinha” – o casal missionário Dr. Paulo e Tereza Pagaciov ensina as crianças a respeito do tratamento odontológico preventivo. Através do atendimento às crianças, o POPE cria também um vínculo com as suas famílias e, dessa forma, abre portas para a apresentação do Evangelho. Usando um consultório portátil, os missionários realizam limpezas, aplicações de flúor, pequenas restaurações e outros serviços odontológicos. saiba mais

Notícias relacionadas:

Novas conquistas em terras paraguaias
POPE chega em Ayacucho, no Peru


FONTE:  JMM


Nota:Aqui divulgamos o trabalho de qualquer  missão que ajuda a construir o Reino de Deus na terra. A missão AMEM está com o desafio de Promotores da Oração

Promotores de Oração

Aqui divulgamos o trabalho de qualquer  missão que ajuda a construir o Reino de Deus na terra. A missão AMEM está com o desafio de Promotores da Oração


 
SEJA UM PROMOTOR DE ORAÇÃO
O que faz um promotor de oração?
Estimula e encoraja cristãos para orar pela evangelização do mundo. Ele vai criar uma rede de intercessão em sua igreja, cidade ou estado com pessoas que tem compromisso e amor por missões.
O promotor de oração precisa ser:
1- Apaixonado pelo Senhor.
2- Apaixonado pelos perdidos.
3- Comprometido com a oração.
4- Perseverante.
Como desafiar e encorajar pessoas a entrarem na brecha em favor dos povos não alcançados, dos paises não evangelizados e missionários?

Nós da AMEM nos comprometemos a suprir o promotor de oração com informações sobre as necessidades do mundo não evangelizado e também com notícias e pontos de oração dos missionários em diferentes paises.
Quem pode se envolver nesta rede?

1- Indivíduos

Qualquer pessoa, não importa a idade ou denominação. Só precisa ser alguém que sinta que ele pode dar tempo para oração e que tenha o forte desejo de ver cadeias sendo quebradas e vidas sendo resgatadas do poder de Satanás em todo o mundo.

2- Casais, grupos de três pessoas ou grupos maiores.

Pessoas que estejam dispostas a se reunirem regularmente para orar por um missionário, um país ou um grupo étnico.

3- Grupos de crianças, adolescentes ou jovens.

Muitos missionários foram chamados pelo Senhor quando ainda crianças oravam por missões.

4- Grupos que queiram reunir em escolas ou local de trabalho.

Há grandes oportunidades de oração no local de trabalho ou escolas para as pessoas que são realmente comprometidas com reino.

Então, se Deus tem te desafiado a alcançar muitas nações, abençoar muitas vidas que estão na linha de frente, resgatar perdidos do reino das trevas através da oração. Junte se a nós.

Através da sua oração, muitos missionários hoje podem ser encorajados, fortalecidos, muitas vidas podem ser resgatadas, salvas do poder de Satanás.

Se você tem essa chama da oração acessa no seu coração, não deixe que a mesma se apague, pelo contrário, inflame e encoraje outros a alcançar os não alcançados da terra através da oração.

Pelo que orar?

Você pode adotar uma missionária ou missionário solteiro. Pode ser também uma família de missionários. Ore pela proteção, sustento, encorajamento do Senhor, estratégias de evangelização etc.etc.etc.

Você pode também escolher um país do seu interesse e orar pelas necessidades espirituais, pelos problemas políticos, sociais e econômicos desta nação. Pela plantação e crescimento da igreja ali.

Se você tem um peso por um grupo étnico, um grupo de povos ainda não alcançados pelo evangelho, resistente às boas novas do evangelho. Ore até ver, ouvir que a igreja do Senhor foi estabelecida entre eles.

Ore pela tradução da palavra em diferentes línguas. Pelas bases de envio, pelas igrejas, pelos mantenedores dos missionários, por mais intercessores, por mais trabalhadores. Enfim, são tantas as necessidades, mas tão poucos que querem de fato e de verdade pagar o preço.
Se não for você, quem?
Se não for agora, quando?
Se você deseja ser um promotor de oração. Por favor, preencha essa ficha com seus dados e envie para a Missionária Eliete Soares
Quero ser um promotor de oração.

Fonte:AMEM

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

EIS-ME AQUI SENHOR...



Mesmo desanimado, nunca neguei a Deus. Mesmo fraco nunca desanimei ninguém de seguir a Jesus. Mesmo rastejando nunca omiti para ninguém que Deus tem a solução. Mesmo nas tribulações, nunca deixei de pregar a Palavra de Deus. "Porque eu sei que o meu Redentor vive...” (Jó 19.25a) e que Sua Palavra nunca volta vazia.

E você? Tem aproveitado bem as oportunidades que Deus tem lhe dado para falar de Jesus? Ou prefere reclamar seus problemas com as pessoas, ao invés de falar para elas que Jesus tem a solução... Você pode até pregar, mas será que está pregando como Deus quer? Ou é do seu jeito mesmo? Não falo para você evangelizar cristãos não! O cristão já sabe! Ele que tem que sair para evangelizar também.

Falar de Jesus é muito fácil. Falar “Jesus te ama” é mais fácil ainda. Evangelizar quando a gente está bem é bom demais, claro! Quero ver você evangelizar para quem ainda não conhece Jesus e que está realmente desesperado com sérios problemas, justamente na hora em que você está passando pelos mesmos problemas e ainda falar para eles que HÁ UMA SOLUÇÃO mesmo NÃO vendo a sua! E aí? Quero ver você CONTINUAR pregando para estas mesmas pessoas quando você escuta delas que você está com os mesmos problemas e que NADA foi resolvido para você! Difícil né?

Já pregou para seu patrão? (oportunidades não lhe faltam, você é que não vê) Prega para seu patrão sem dar desculpas de que “não podemos misturar as coisas” (porque isto é desculpa de crente preguiçoso e medroso).

... vai pregar nas ruas para aqueles que estão nos botecos levando suas almas para o inferno...

...vai visitar e evangelizar uma família onde tem homossexuais. Fala para eles que DEUS não os fez assim!! (usa Romanos 1:26-32). Diz que eles vão perder a salvação se não converterem. Tem coragem? (Ah tá.. que bom. Amém!) Então se prepara pra escutar o que não quer ouvir. Mas escute assim mesmo porque é por uma Causa Nobre.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Maioria dos evangélicos não compartilha sua fé

Missão Lifeway apresenta nova pesquisa sobre evangelização e discipulado

por Jarbas Aragão

Infográfico: Maioria dos evangélicos não compartilha sua fé

O estudo divulgado recentemente pela missão LifeWay sobre evangelismo e discipulado não foi surpresa para muitos líderes evangélicos.

A LifeWay International é ligada à convenção batista e possui um departamento de literatura e um instituto de pesquisas. Seu estudo mais recente aponta que 80% das pessoas que frequentam a igreja uma ou mais vezes por mês acreditam ter a responsabilidade pessoal de compartilhar sua fé. Porém, 61% afirmou não ter conversado com outra pessoa sobre como ser salvo nos últimos seis meses.

Esse levantamento é parte de um projeto da LifeWay Research visando mostrar como está a maturidade espiritual dos fiéis e seu compromisso com evangelismo e discipulado. Para os entrevistados, eram apresentados oito “atributos bíblicos” dos cristãos maduros.

Dentre os oito, “compartilhar sobre Cristo” teve a menor pontuação média entre os participantes que se identificaram como membros de igrejas evangélicas . Cerca de 75% dizem estar satisfeitos com sua capacidade de comunicar o evangelho , enquanto apenas 12% não se sente confortável em compartilhar sobre sua fé.

Mesmo a grande maioria dizendo acreditar que é seu dever partilhar a sua fé e terem segurança de saber como se faz, somente 25% diz ter falado sobre sua fé uma vez ou duas vezes nos últimos seis meses s, e 14% fizeram isso três vezes ou mais.

A pesquisa também perguntou quantas vezes eles “convidaram uma pessoa descrente para ir a um culto ou algum outro programa em sua igreja?” Quase metade (48%) respondeu: “zero”. Trinta e três por cento disseram ter convidado alguém uma ou duas vezes, e 19% disseram ter feito isso três vezes ou mais nos últimos seis meses.

O pastor Ed Stetzer, presidente da LifeWay Research, afirma: ”Muitas vezes tenho dito que só os novos convertidos se preocupam realmente em compartilhar sua fé. Na realidade, as pessoas que estão há mais tempo na igreja tendem a não compartilhar sobre Cristo menos que os novos na fé. Enquanto os recém-convertidos acham mais ‘natural’ compartilhar sua nova experiência de vida, os cristãos maduros quando o fazem precisam se programar para isso”.

Ainda segundo Stetzer, “a frequência com que alguém ora pelos seus parentes e amigos que não são cristãos é o melhor indicador da maturidade espiritual”,

Durante o estudo, 21% dos entrevistados dizem oram todos os dias pelos seus conhecidos que não são cristãos. Vinte e seis por cento afirmam orar algumas vezes por semana. Um quinto (20%) diz que raramente ou nunca ora pela conversão de outros.

“Se você tem dificuldade para compartilha sua fé, orar pelos outros é uma ótima maneira de começar. Muitas vezes a importância da oração não é vista apenas nas pessoas que desejamos alcançar par Cristo. Ela também causa um impacto sobre a vida de quem ora “, conclui Stetzer.

Os demais resultados da pesquisa serão divulgados em breve e vão influenciar o novo material de discipulado que está sendo preparado pela editora Lifeway.

O portal Gospel Prime produziu um infográfico com os resultados da pesquisa. Também disponibilizamos um código para você copiar o infográfico em seu site ou blog.

Infográfico



Coloque esse infográfico em seu blog ou site, copie o código abaixo:<p><a href="http://noticias.gospelprime.com.br/infografico-evangelismo-evangelicos-fe-estudo/" title="Infográfico sobre Evangelismo" /><img src="http://noticias.gospelprime.com.br/file
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/infografico-evangelismo-evangelicos-fe-estudo/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+gospelprime+%28Gospel+Prime%29

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Missões/Missiologia

OS POVOS INDÍGENAS NO BRASIL E A URGÊNCIA MISSIONÁRIA

JMM usa o futebol para evangelizar em diversos países do mundo

“Mais que o Ouro”, agência cristã prepara grande trabalho de evangelismo para Olimpíadas de Londres

Quando a igreja não valoriza missões

PROGRAMA DE ODONTOLOGIA PREVENTIVA E EDUCATIVA

 

Deixando as Redes e Buscando os Pequeninos



Missões, a tarefa prioritária da Igreja



Participe dos 30 Dias de Oração pelos Indígenas do Brasil


Milhares de indianos converteram-se ao cristianisno nos últimos 20 anos






sexta-feira, 9 de março de 2012

Milhares de indianos converteram-se ao cristianisno nos últimos 20 anos



A Índia, uma superpotência econômica emergente com mais de um bilhão de pessoas, é uma das nações mais pobres da terra. É também uma potência nuclear onde o gado anda pelas ruas e a democracia nega sistematicamente direitos humanos básicos a milhões de seus cidadãos, mostrando ser uma terra de grandes contrastes.

Mas algo surpreendente tem acontecido nos últimos 20 anos. Segundo o Charisma News, enormes cruzadas evangelísticas testemunharam milhões de indianos se voltando para Cristo. Em meados da década de 80, não havia mais do que um punhado de igrejas de mil pessoas.

sábado, 3 de março de 2012

Brasil cresce como 'exportador' de missionários cristãos, diz estudo

Quando os primeiros jesuítas chegaram ao Brasil, em 1549, comandados pelo padre Manuel da Nóbrega, o país era um vasto território a ser colonizado e catequizado.

Mais de quatro séculos depois, o movimento de catequese vai hoje no sentido contrário: o Brasil se tornou um significativo "exportador" de missionários cristãos para o mundo, apontam estimativas de um recém-publicado estudo norte-americano.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

O que é Missão Integral de René Padilla

“A FIM DE PROCLAMAREM AS VIRTUDES DAQUELE QUE OS CHAMOU DAS TREVAS PARA A SUA MARAVILHOSA LUZ.”

A Editora Ultimato acaba de lançar o livro do ano: O Que É Missão Integral? escrito por René Padilla.

Claro que o lançamento chega na língua portuguesa com um pouco de atraso. É impressionante o descaso das editoras brasileiras com os escritores da américalatina.

Eu recomendo a leitura desse livro para todos os interessados em compreender o conceito da missão integral

Você pode visitar o Hotsite O que é Missão Integral? e obter todas as informações.

Pra quem não conhece René Padilla, leia abaixo o Sobre o Autor:

"Autor de O Que É Missão Integral?, C. René Padilla é um dos teólogos e pensadores protestantes latino-americanos mais conhecidos em todo o mundo. Nascido no Equador e residente em Buenos Aires, na Argentina, é fundador e presidente da Rede Miqueias. É bacharel em filosofia, mestre em teologia pelo Wheaton College, EUA, e doutor em Novo Testamento pela Universidade de Manchester, na Inglaterra.

É membro-fundador da Fraternidade Teológica Latino-Americana e diretor de Ediciones Kairos, editora ligada à Fundação Kairós. É ex-presidente internacional da Tearfund, e autor e organizador de vários livros publicados em vários idiomas (sendo que só três estão em português)."

 por André Amaral

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Dia de oração por missionários promove 24h de comunhão em 7 de março

MISSÕES MUNDIAIS

A Junta de Missões Mundiais convoca todas as igrejas a reservarem o dia 7 de março — Dia de Oração por Missões Mundiais – para intercederem pela obra missionária mundial. Nessas 24 horas, a igreja deve dividir horários para que haja, pelo menos, um membro orando por Missões Mundiais. Cada dia tem 1.440 minutos, sendo assim, se houver 144 orações de 10 minutos, cobriremos os missionários com nossas orações por um dia inteiro.

A data também poderá ser lembrada em um culto especial, vigília, reunião de Pequeno Grupo, culto doméstico, reunião de oração… Escolha a melhor forma de conscientização sobre a importância da oração para se levar Cristo, a paz que liberta, a todo o mundo. Se não for possível realizar uma programação neste dia, sugerimos que a igreja escolha outra data. O importante é não ficar de fora desta grande mobilização.